domingo, 16 de agosto de 2009

Sziget Fesztival II


Hoje fui mais cedo pra dar uma caminhada geral em todos os cantos da área do festival. As figuras que a gente vê são realmente de outro mundo. É muito complicado explicar a pluralidade e liberdade de comportamento que se percebe num evento como esse, então não vou nem tentar.

video

Nova modalidade olímpica: arremesso de gente.



O line-up de hoje tinha Danko Jones e Mäximo Park, mas fui mesmo mais pra ver Offspring...

video

video

...e Faith no More!


video
Epic!!!!

Mike Paton continua insano. Praticamente no final do show catou um All Star que algum fã jogou no palco, tirou o cadarço e o comeu. Sim, isso mesmo! Taí a foto da cara dele no telão engolindo a última ponta desse saboroso espagueti:


Resumo da ópera: rock and roll!!!

sábado, 15 de agosto de 2009

memento park

Diferente dos outros países que eram comunistas, a Hungria não destruiu os monumentos que faziam menção ao regime quando de sua queda em 1989. Pra eles era evidente que aquela era uma página da história que não devia ser arrancada, mas guardada e lembrada pra não esquecer a lição. Há alguns anos então eles recolheram todo este material e colocaram num parque que fica a alguns minutos do centro.











sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Sziget Fesztival I

video

Pega o planeta atlântida, multiplica por cinco, bota um monte de banda boa, mistura com os mais loucos estilos musicais e joga tudo no forno no meio da Europa: Sziget Fesztival!!!

video

Em agosto eles fecham uma ilha inteira do Danúbio só para o evento. Uns números pra resumir: treze palcos tocando simultaneamente, quase 400 mil visitantes (mais da metade de fora da Hungria), mais de 250 bandas/artistas se apresentando em 6 dias de festival.



Olha no bar de quem eu fui derrubar uma gelada...

Achando que o show ia atrasar, ficamos rateando e quando vi o JET já estava no palco. Run for your life!!

video

video

video


video


Movidos a Long Island.

Filial do Carpinejar em Budapest. "Sziget" significa "ilha".


Prodigy era o show mais esperado do dia. Nunca curti muito o som dos caras, mas como diz o Kaká, "estando no inferno o que custa ir lá dar um abraço no diabo?". Putz, o troço é insano! A gente 'tava a várias dezenas de metros do palco mas a muvuca era como se estivesse na primeira fila. Todo mundo maluco, pulando e gritando. Da banda não deu pra ver nada. Fotos?? Pfff... O Guilherme até conseguiu algumas...


A banda que o Guilherme mais queria ver era a mexicana Brujeria, só que rolava ao mesmo tempo do Prodigy, então olhamos só metade do show e corremos pro palco headbanger. Foda que pegamos só a última música. Tinha q ver a cara de cão-sem-dono dele.
"Pô, cara, não acredito!"
"Velho, esquenta não que a gente vai arranjar um jeito de compensar."
"Ah, não tem como..."
"Vai por mim, vamulá no backstage."
"Ha, impossível de entrar."
"Impossible is nothing!"

Guilherme e Juan Brujo

Depois de 11 horas de festival, cama que ninguém é de ferro. Afinal, domingo tem mais!!

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Morrison's

Três coisas que odeio sobre a Hungria:
-cerveja quente;
-implorar pra ser atendido e perder 20 minutos no balcão pra conseguir comprar uma cerveja, quente.
-tentar ser gentil com a garçonete se aventurando em seu idioma e em troca tomar esporro por não ter dinheiro trocado pra receber uma merda de cerveja... quente!

Eu que gostava de ir no Morrison's toda segunda-feira (principalmente por causa da promoção de 3 cevas por 500Ft) não sei se volto lá tão cedo depois disso e do que aconteceu com o Pablo, escurraçado pelo segurança simplesmente porque estava conversando numa zona de passagem. Prova que estupidez é uma coisa que transcende geografia e idioma.

sábado, 8 de agosto de 2009

Êbaia!!

Quem disse que não tem praia em Budapest?? Quem disse que não dá pra nadar no Danúbio??


PS: ingressos pro Sziget comprados! Ávido pra ver o Jet!!